Moro alega que poderia ter pedido prisão de Lula em março

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva critica a postura adotada pelo juiz federal Sérgio Moro, os mandados de condução coercitiva e as interceptações telefônicas ao petista.
No entanto, Sérgio Moro decidiu rebatar a afirmação de que deveria se colocar em suspeição nas investigações.

De acordo com o Blog do Noblat, do jornal O Globo, Moro afirmou que havia 'elementos suficientes' para decretar a prisão temporária de Lula em março de 2016. Porém, o juiz teria adotado uma medida "menos gravosa", a condução coercitiva. Os advogados de Lula ainda entendem que a interceptação telefônica foi feita de forma "ilegal" e usada de maneira "parcial". Moro mais uma vez rebateu as afirmações.

"Rigorosamente, a interceptação revelou uma série de diálogos do ex-presidente nos quais há indicação, em cognição sumária, de sua intenção de obstruir as investigações, como no exemplo citado, o que por si só poderia justificar, por ocasião da busca e apreensão, a prisão temporária dele, tendo sido optado, porém, pela medida menos gravosa da condução coercitiva", afirmou o juiz.

Moro concluiu dizendo que não vai abrir mão do caso e que "falta seriedade" à argumentação dos advogados de Lula. Notícias ao minuto

Contato com o Blog: redacaojuniorduarte@gmail.com
Telefone:(81) 9 8779-3763
Google +

Quem é Sávio Duarte

Um cidadão que acredita no poder da transformação das coisas e das pessoas através do pleno conhecimento dos direitos e deveres de cada um. Meu maior instrumento de luta por uma sociedade justa e igualitária é a informação livre e imparcial.
    Comente com o Google+
    Comente com o Facebook

0 comentários :

Enviar um comentário

Os comentários aqui postados, são de inteira responsabilidade de seus autores.

Copyright © BLOG JÚNIOR DUARTE
Desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL
HOME     PERFIL     VÍDEOS     ENTREVISTAS     CONTATOS
facebook    twitter        soundcloud    youtube    google+