Miss Brasil sofreu racismo de empresária do ramo da beleza

A grande vencedora do Miss Brasil 2017 foi, pela terceira vez na história do concurso, uma negra. Monalysa Alcântara, piauiense de 18 anos, foi a beldade a conquistar o título este ano, mas, antes disso, chegou a sofrer por conta da sua pele negra e teve que lidar com casos de racismo, contra os quais ela prestou queixa.

Três meses antes do concurso nacional, Monalysa ouviu ofensas preconceituosas de uma empresária que não quis que a modelo desfilasse, pois alegou que, por ser negra, a piauiense não valorizaria as roupas da coleção.

Com isso, a atual Miss Brasil procurou a Delegacia de Proteção aos Direitos Humanos e Repressão às Condutas Discriminatórias de Teresina para registrar um boletim de ocorrência. À polícia, Monalysa informou que a empresária não queria nenhuma modelo de pele escura, apenas loiras e brancas, pois “suas roupas só davam certo para pessoas de pele clara”.

Desde que foi declarada campeã do concurso, a Miss já relatou ter sido alvo de comentários racistas na internet, assim como ofensas por ser nordestina. Em uma entrevista a TV Cidade Verde, de Teresina, ela garantiu que não deixará esses casos passarem e que tomará as medida cabíveis. Fonte: Leia já

Contato com o Blog: redacaojuniorduarte@gmail.com
Telefone:(81) 9 8779-3763
Google +

Quem é Júnior Duarte

Um cidadão que acredita no poder da transformação das coisas e das pessoas através do pleno conhecimento dos direitos e deveres de cada um. Meu maior instrumento de luta por uma sociedade justa e igualitária é a informação livre e imparcial.
    Comente com o Google+
    Comente com o Facebook

0 comentários :

Enviar um comentário

Os comentários aqui postados, são de inteira responsabilidade de seus autores.

Copyright © BLOG JÚNIOR DUARTE
Desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL
HOME     PERFIL     VÍDEOS     ENTREVISTAS     CONTATOS
facebook    twitter        soundcloud    youtube    google+