Filho de Marcelo Rezende divulga texto inédito do pai

O jornalista Diego Esteves, filho de Marcelo Rezende, compartilhou um relato emocionante escrito pelo pai. É a primeira vez que o texto – lido na missa de sétimo dia pelos filhos – vem a público.

Rezende fala sobre a infância difícil na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, e o sonho de experimentar ‘comida de avião’ quando criança. “Minha mãe não sabia responder – jamais subira num avião. Não havia dinheiro para isso. E inventava histórias. Até que um dia ela me trouxe uma bandeja com a “comida de avião”. Que decepcão. A comida de minha mãe era milhões de vezes melhor.”

Ele lembra ainda o início da carreira como jornalista, ainda nos anos 70, que finalmente tornou real o sonho de voar. “Mudei a pergunta: “Mãe, avião leva a gente prá onde?”. Você acabou de pensar que eu era abestalhado, certo? Eu tinha seis anos, mais de cinco décadas atrás. Deu para entender? Minha mãe sei lá o que disse. Mas a vida me traria a resposta. Doze anos depois eu começaria a ser jornalista e, rapidinho, rapidinho, entrei num avião. Para sempre. Num só ano fiz 54 viagens internacionais – uma por semana. Meu recorde.”

Rezende iniciou a carreira jornalística no final dos anos 60 como estagiário no Jornal dos Sports, “mas não tinha jeito pra coisa”, segundo seu chefe. Graças aos contatos que fez, conseguiu um emprego na rádio Globo, e em seguida no jornal O Globo. Em 79 veio para São Paulo, contratado pela Placar, onde ficou por quase nove anos, cobrindo inclusive duas Copas do Mundo.

“Mas só aos 30 e pouco anos de vida tive dinheiro para entrar num avião “à passeio”. Era minha nova moda. Já rodei todos os continentes – se bem que Argentina, Holanda e Franca são alguns dos roteiros que mais faco. Um filho em cada canto. E agora uma se foi para Nova Zelândia – dezesseis horas num avião.  Perdi tempo com a tal pergunta para a minha mãe. E antes que você me faca alguma pergunta, vou dizer logo: nós – você e eu – vamos viajar muito a partir de agora.” Boa viagem meu pai.

O apresentador morreu em 16 de setembro, depois de quatro meses lutando contra um câncer. Em busca da cura, havia dispensado a medicina tradicional e apostado em procedimentos alternativos. Fonte: Veja São Paulo 

Contato com o Blog: redacaojuniorduarte@gmail.com
Telefone:(81) 9 8779-3763
Google +

Quem é Júnior Duarte

Um cidadão que acredita no poder da transformação das coisas e das pessoas através do pleno conhecimento dos direitos e deveres de cada um. Meu maior instrumento de luta por uma sociedade justa e igualitária é a informação livre e imparcial.
    Comente com o Google+
    Comente com o Facebook

0 comentários :

Enviar um comentário

Os comentários aqui postados, são de inteira responsabilidade de seus autores.

Copyright © BLOG JÚNIOR DUARTE
Desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL
HOME     PERFIL     VÍDEOS     ENTREVISTAS     CONTATOS
facebook    twitter        soundcloud    youtube    google+