Propaganda do PT diz que tentam impedir candidatura de Lula em 2018

Em propaganda partidária centrada no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT defendeu na noite desta quinta (12) que ele sofre perseguição política e que querem "impedir a sua candidatura em 2018".

No fim da peça de dez minutos, Lula fala que "é hora de reconstruir nossa democracia elegendo diretamente um novo presidente". "Nós, brasileiros, somos capazes e vamos dar a volta por cima, mas isso não se faz tirando direitos, cortando aposentadoria nem vendendo o país", diz.

Antes da fala do ex-presidente, a publicidade exalta programas criados nos governos petistas, como o Bolsa Família e o Mais Médicos, e diz que a gestão Temer é um "retrocesso" e "quem mais perdeu com o golpe [como o partido chama o impeachment de Dilma Rousseff] são os brasileiros".

A narração cita cortes em programas sociais e em repasses para universidades. Diz que "querem até entregar a Amazônia". Em determinado momento, mostram pão sumindo de uma mesa de refeição.

"Eles querem até tirar o seu direito de escolher um presidente, mas o povo não esquece que mudou de vida justamente durante os governos do PT", diz a senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidente do partido.

Em seguida, passa para a defesa de Lula, que é réu em sete ações penais. Em uma montagem, seleciona falas de apresentadores e repórteres de telejornais da Rede Globo citando o ex-presidente.

Pessoas entrevistadas pela propaganda passam a defender argumentos também utilizados pelos advogados do ex-presidente, como o de que não há provas contra ele. "Você já viu alguma prova contra o Lula? Não. Eu também não vi", diz uma estudante identificada como Mariana Tripode.

"Já viraram a vida de Lula de cabeça para baixo, da dona Marisa de cabeça para baixo, dos filhos de Lula e ninguém acha nada", afirma um homem identificado como Paulo Henrique.

"A tentativa desesperada em julgar Lula, sem prova, é para impedir a sua candidatura em 2018", diz outra estudante, Renata Marques.

Depois, em meio a imagens da transcrição da conversa entre o presidente Michel Temer e o empresário Joesley Batista, da JBS, e das malas de dinheiro atribuídas pela Polícia Federal ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, o narrador fala: "Lula mora no mesmo apartamento há 20 anos: antes e depois de ser presidente. Diferente de alguns políticos, Lula não enriqueceu, não tem conta na Suíça, não tem gravação contra ele nem mala de dinheiro." Fonte: Folhapress 

Contato com o Blog: redacaojuniorduarte@gmail.com
Telefone:(81) 9 8779-3763
Google +

Quem é Júnior Duarte

Um cidadão que acredita no poder da transformação das coisas e das pessoas através do pleno conhecimento dos direitos e deveres de cada um. Meu maior instrumento de luta por uma sociedade justa e igualitária é a informação livre e imparcial.
    Comente com o Google+
    Comente com o Facebook

0 comentários :

Enviar um comentário

Os comentários aqui postados, são de inteira responsabilidade de seus autores.

Copyright © BLOG JÚNIOR DUARTE
Desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL
HOME     PERFIL     VÍDEOS     ENTREVISTAS     CONTATOS
facebook    twitter        soundcloud    youtube    google+